quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

TOSCANA - CHIANTI CLASSICO

Chianti é o nome das colinas que se estendem do sul de Florença até Siena, e Chianti Classico DOCG é o coração da produção de vinhos da área. Originalmente formada apenas pelos povoados de Gaiole, Radda e Castellina, a área classico agora inclui as comunas de Greve, San Casciano, Barberino Val d'Elsa e Castelnuovo Berardenga.
Os solos e microclimas variam muito. Os melhores vinhos vêm de terrenos calcários pedregosos a uma altitude de 350 a 450m. Eles são frutados, carnudos e com toques de flores. Sangiovese é a cepa principal, complementada tradicionalmente por pequenas porcentagens das tintas Canaiolo, Colorino e Mammolo, assim como, no caso de vinhos de consumo diário, das brancas Trebbiano e Malvasia. A fórmula foi inventada pelo barão Bettino Ricasoli na década de 1860, e sua fórmula continuou virtualmente inalterada até as revisões na DOCG, em meados da década de 1990. Elas permitiram que viticultores fizessem Chianti 100% à base de Sangiovese, mas também abriram caminho para o uso de uvas passíveis de inovadores cortes como Cabernet Sauvignon e Merlot. Puristas reclamam da perda de identidade toscana no moderno Chianti Classico - agora apenas uma minoria trabalha exclusivamente com uvas locais -, mas a qualidade é inegável. Um vinho que não seja riserva apresenta muita fruta silvestre, um toque de carvalho novo e um estilo potente de meio-corpo; já o riserva é extremamente encorpado.

Um comentário:

vinho um ritmo de vida disse...

Bom dia caro,

eu já visito o seu blog à bastante tempo e decidi fazer-lhe um pedido. Que coloca-se o meu link no seu blog. Acho interessante a maneira como escreve...
Abraços
http://vinho-umritmodevida.blogspot.com/